quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Comunicado

8# Trava-Línguas

Esta burra torta trota,

trota, trota a burra torta.

Trinca a murta, a murta brota,

Brota a murta ao pé da porta.

7# Trava-Línguas


Uma vaca malhada foi molhada por outra vaca molhada e malhada.

10 anos de atraso

Foram hoje inauguradas, as estações do metropolitano do Terreiro do Paço e de Santa Apolónia, apesar dos 10 anos de atraso, dos muitos problemas e da derrapagem de 135 milhões de euros.


Estas duas estações são de grande utilidade pública, facilitarão certamente a vida a muitos trabalhadores que diáriamente entram em Lisboa, contudo os 299 milhões de euros que custaram, bem aplicados e geridos, em 10 anos dariam de certeza absoluta para fazer uma linha nova inteirinha!

A cor-de-rosa proponho eu!

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Triologia Tintin!

Quem não se lembra do Tintim e da Milu? Do Professor Tornesol ou do Capitão Haddock? Quem?

Atravessou gerações sempre na ribalta, admirado quer por miúdos quer por graudos, viveu inumeras aventuras e divertiu milhares com as suas histórias.

Nasceu em desenho de banda desenhada a 10 Janeiro de 1929 nas Aventuras de Tintim, pelas mãos de Georges Prosper Remi, ou Hergé como é conhecido, passou dos livros à televisão sempre em desenho animado, mas agora, agora falasse numa trilogia em cinema realizada por Steven Spielberg na Dream Work.



Será que parece mesmo?

Parece um pouco ridículo admiti-lo, mas quando não tenho conversa para dar, falo do tempo. Falo de como está frio ou calor, de como está vento ou não bole uma aragem, ou simplesmente resmungo porque a chuva causa transtornos.

Parece um pouco absurdo admiti-lo, mas quando não tenho conversa para dar e falo do tempo, normalmente nunca estou contente com o tempo que está! Ora está muito frio, ora muito calor, ora muito vento ou simplesmente porque a chuva me irrita.

Parece um pouco disparatado admiti-lo, mas quando não tenho conversa para dar e falo do tempo que não me agrada, acabo sempre por falar da roupa que estendi naquela manhã que vai ficar sequinha num instante ou que vou ter de a meter novamente na máquina de lavar roupa porque ficou suja com a água da chuva.

Parece completamente destrambelhado, mas sempre que não tenho conversa para dar e falo do tempo que não me agrada e das suas implicações incontestáveis, acabo sempre por arranjar tema de conversa!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Agora que há Tratado...

... já pode haver Referendo, tal como prometido pelo candidato a Primeiro-Ministro, nas eleições de 2005, candidato esse que foi eleito democráticamente e que ainda hoje detém as funções de comando deste país..

Anteriormente, não podia haver Referendo porque não se conheciam os termos do Tratado, mas e agora que já há um Tratado, o Tratado de Lisboa?

Quais serão as desculpas?

Estou quase a ouvir o nosso primeiro a dizer: "Os Portugueses não conseguem interpretar as condições deste tratado, nem tão pouco perceber a sua magnitude, então com o apoio do nosso Presidente, eu decido por todos de forma unilateral e soberana."

Para bem de todos.


Eu não sou fumadora, graças a Deus Nosso Senhor e a mim própria sempre mantive juizinho nesta cabeça, pelo menos no que toca às questões da fumaraça.

Acho muito bem que existam limites para os fumadores que desrespeitam o próximo, mas também tem de haver limites no fundamentalismo.

Os impostos cobrados sobre o tabaco, são naturalmente, uma grande fonte de receitas para os cofres do estado, mas caramba também não abusem dos desgraçados que são viciados na nicotina.

Sinceramente acho uma vergonha que em Janeiro de 2008 aumentem 10% em cada maço, segundo o DN, “é o terceiro agravamento consecutivo da carga fiscal sobre o tabaco e resulta de uma das medidas extraordinárias do Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) para a consolidação das contas do Estado. O imposto representa cerca de 80% do preço de venda ao público do tabaco".

Pena que os fumadores não se unam e deixem de comprar tabaco.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

É preciso assinarem um tratado,

Para que os Transportes Públicos e os 11 Museus situados em Lisboa sejam gratuitos no dia de hoje, à excepção do museu dos Coches de grande interesse que está interdito devido a questões de segurança europeia.

Eu cá para mim, acho que o interditaram, devido ao grande banquete que hoje ao almoço se realizará lá, eles não querem dividir a comidinha connosco. Malandrecos, alarves, essa, é que é essa qual segurança europeia.

A cidade esta engalanada com bandeirinhas Portuguesas e da UE, ao que parece hoje é dia de festa, pena é que a maioria dos Portugueses não saiba porquê?



terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Eu não vos disse!

Bem haja à Carla Chambel!

Participou no programa das tardes da Sic, e ...
ofereceu à Comunidade Vida e Paz o Jackpot em jogo!

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Deus Nosso Senhor,

dará em dobro, o que foi roubado!
A Comunidade Vida e Paz, fará de certeza absoluta e com a graça de Deus a sua festa de Natal.
E os Sem-Abrigo de Lisboa terão à sua espera uma ceia em que nada faltará!
Os Voluntários e Amigos deste associação prometeram arregaçar as mangas!

E lutar!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Eu sei que ainda faltam...

17 dias para o Natal, mas simplesmente não aguento ter estar foto, e não a partilhar

Uma ternurinha

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Tempos de Robin Hood

Quem não se lembra da fantástica história infantil de Robin Hood? Da Aldeia de Locksley, do Castelo de Nottingham ou da Floresta de Sherwood?

Apesar de ter mais de 700 anos, esta história é bem presente na memória dos Portugueses, não porque a ouçamos muitas vezes, mas simplesmente porque a vivemos no dia a dia, afinal personagens como Sheriff of Nottingham e Sir Guy of Gisborne, são personagens constantes nas direcções deste pequeno País.

Impostos atrás de impostos são criados, sobre situações absurdas e sureais, servindo como exemplo, o último projecto de lei que prevê o pagamento de 0,05€ por cada saco de plástico como forma de imposto ecológico.

Mas e o Robin onde está? Oh, a personagem que rouba aos ricos para dar aos pobres, foi despedida!


Bom, pelo menos sempre temos a série da BBC, nessa Robin ainda actua!


terça-feira, 4 de dezembro de 2007

As Edições Apoiadas...

.. continuaram neste blog sempre que houverem boas causas, grandes campanhas e necessidades de mobilização social.


Sábado vou entregar as meias que recolhi junto de familiares, amigos e colegas de trabalho.

Um muito obrigada à Sofia, do blog "Se quiseres subir ao céu tenho uma escada", pela sua brilhante ideia e grande iniciativa.

Objectivo mais que superado!


Ideias ao dinheiro


A TMN e a Imaginarium, lançaram em conjunto um novo produto.

Depois desta primeira frase devem estar os meus queridos e estimados leitores a perguntarem, tal como eu já me perguntei: "o que é que a TMN pode ter em comum com a Imaginarium, para lançarem um produto em comum?"

Realmente o que é que uma operadora de comunicações pode ter em comum com uma loja de brinquedos!
Eu até ler a noticia do Expresso* até ao fim, não queria acreditar, mas parece que as duas marcas se juntaram e criaram o Mo1 Imaginarium da TMN, um telemóvel para crianças com funções limitadas, teclas de chamada rápida para o Pai e para a Mãe, bloqueio de chamadas e sms para números desconhecidos.

Este novo telemóvel com desenho ergonómico especiamente criado para se adaptar facilmente às mãos das crianças, é destinado crianças entre os 6 e 12 anos, e já se encontra esgotado nas lojas da Imaginarium.

*Como a resportagem Expresso só esta disponível para leitores assinantes, coloquei o link da página da TMN que faz referencia ao mesmo artigo.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Ovo Fabergé


Para a Igreja Ortodoxa Russa, a festa da Páscoa é uma das mais importantes, nessa altura como símbolo de esperança e renovação de vida são trocados entre os Ortodoxos, ovos de galinha decorados e três beijos.

Peter Karl Fabergé, nasceu a 18 de Maio de 1846 e, aos 24 anos herdou o negócio de joalharia de seu pai, em São Petersburgo, tornando-se em 1882 o joalheiro oficial da corte imperial Russa.

Na Páscoa de 1885 o Czar Alexander III encomendou ao joalheiro um presente para a sua mulher a Czarina Maria Feodorovna, um ovo, que deveria conter uma pequena surpresa.

Fabergé criou o seu primeiro ovo da Páscoa em joalharia, por fora parecia um simples ovo em ouro, mas no seu interior encontrava-se uma galinha com um pingente em rubi, e uma coroa da família imperial.

De tal maneira os Czar’s ficaram maravilhados que a partir daquela altura, todos os anos era encomendado um novo ovo, com um novo motivo e uma nova surpresa, desde que a condição essencial se mantivesse, “o ovo teria de ser único”.

Em 1900, os Ovos Fabergé, foram expostos pela primeira vez, na primeira exposição internacional, a exposição internacional de Paris, e ganharam menções honrosas e muitos prémios, pois são feitos de esmalte combinado com platina, ouro ou prata e as mais variadas pedras preciosas, sendo reconhecidos por todos com uma obra de arte fantástica.

Peter Karl Fabergé, fabricou 52 avos ao todo, e a tradição manteve-se até ao último Czar Russo Nicolau II, que presenteou a sua mulher com um dos ovos mais conhecido, Tricentenário Romanov, que no seu interior possui os retratos em miniaturas dos reinantes.


Após a queda o império Czar Russo, alguns ovos foram perdidos ou pilhados, e dos 52 produzidos, hoje sabe-se o paradeiro de apenas 42.


Como estavam totalmente ligados à corte imperial Russa, na altura da queda do império os Ovos Fabergé viram os seus preços serem desvalorizados, contudo “o topo supremo, o apogeu do artesanato em jóias", segundo o expert Géza von Habsburg, hoje em dia são valiosíssimos, de tal forma que um dos Ovos foi vendido pela módica quantia de 12,5 milhões de euros num leilão da Christie’s de Londres, no dia 28 Novembro 2007.


Este Ovo foi fabricado em 1902 pelo técnico chefe da oficina de Fabergé, Michael Perchin, na parte frontal do ovo está um relógio dentro do qual se encontra um cuco elaborado com diamantes que, de hora a hora aparece, abre as asas quatro vezes e ergue e baixa a cabeça enquanto abre e fecha o bico para cantar, a actuação do cuco dura quinze segundos, após os quais é badalada a hora exacta.


O anterior record pertencia ao Ovo de Inverno uma jóia de cristal com mais de 3 mil diamantes incrustados que em 2002 alcançou um preço de 6,4 milhões de euros.

A Loja do Avô

Há medida que o tempo passa, a idade vai se fazendo notar, pesando o nosso corpo, esta tornar-nos-à mais lentos, fazendo com que nos movimentemos com mais dificuldade, vai custar-nos fazer simples e triviais tarefas, que hoje em dia nem pensamos nelas, como calçar meias, abrir um frasco de doce ou simplesmente partir um comprimido ao meio.

Graças a Deus e à vontade de algumas pessoas, hoje em dia existe uma cadeia de franchising chamada “A Loja do Avô” que se preocupa com esses grandes detalhes da vida dos mais velhos.

Tudo começou em Espanha, quando um familiar dos impulsionadores deste negócio, adoeceu com Alzeimer, Anna Casanovas e Manel Santacana tiveram que "descobrir necessidades que até então não estavam satisfeitas"

Pena os produtos ainda não estarem ao alcance de todas as bolsas, até porque a maioria dos principais clientes destas lojas, não tem pensão suficiente para pagarem as contas das farmácias ou dos médicos e muitas vezes vão ao mini-mercado e não levam tudo o que tem na lista.

Mas a esperança é a última a morrer e eu acredito que um dia, estes utensílios engenhosos e beneficiadores de qualidade de vida às pessoas de terceira idade ou até mesmo às pessoas com alguma deficiência física, serão de fácil acesso para todos.

Um grande bem-haja à Loja do Avô.

9.H# Eu já vi

... o nono episódio da quarta série do Dr. House.

Um dos meus preferidos até agora, pois, simplesmente este senhor,

enrola mais uma vez esta senhora,

para ficar com esta menina a trabalhar na sua equipa.


Genial!
designed by Charming Templates