sexta-feira, 31 de outubro de 2008

O meu cérebro tem ... anos

Depois de fazer o joquinho com alguma atenção, heis que o resultado final é o seguinte:

image 

E não é que me deu menos um anito que o real!!!

Será isto bom ou mau sinal?

"Me exclui também e adiciona ele"

 
"Eu vou te deletar e excluir do meu orkuut
Eu vou-te bloquear no éme ésse éne...
Não me mandes mais spreds nem emails,
power pointttttttttt
Me exclui também e adiciona ele"

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Ausências

Tenho estado um pouco desligada aqui do blog, não que desrespeite os meus queridos leitores, não, nada disso, absolutamente!

Venho aqui quase todos os dias, ver quem me visita, o sítio de onde espreitam, o tempo que aqui ficam e por ai, mas não tenho conseguido escrever, nem sobre o péssimo estado de Portugal, nem sobre os governantes corruptos e sem moral, nem sobre os presidentes de empresas públicas que ganham salários imorais, nem tão pouco sobre mim mesma, os meus problemas, as minhas alegrias, nada. Chego a esta altura e bloqueio, as opiniões misturam-se, os temas dispersam-se e as teclas não combinam.

Ando esgotada mentalmente, com muitas ideias que parecem estourar como pipocas, mas sem as conseguir concretizar, o cerebro anda a mil, com 759.526 preocupações.

O concelho que tenho dado a muitos amigos, acho que tenho de o aplicar a mim mesma, vou ter mesmo de comprar um gravador e esquematizar durante o trânsito todos os pensamentos que me assolam constantemente e que não consigo transferir para o computador.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

6# Sabia que?

3 000 anos é o tempo médio de vida de um pinheiro da califórnia?



e que existem árvores destas com 4 600 anos e mais de 100 metros de altura.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Desperdicio só em 2008

Tendo em conta que, desde o princípio do ano até hoje dia 16 de Outubro, já vivemos (31+29+31+30+31+30+31+31+30+16) 291 dias, e sendo que desses 291 dias eu tive 19 dias de férias, alguns ainda correspondentes a férias de anos anteriores, sobram 272 dias, desses restantes gozei ainda 9 feriados entre nacionais e locais, o que no final das contas dá um balanço de 263 dias de trabalho efectivo em 2008.

Se muliplicarmos em média 10 horas diárias de trabalho, dá um total de 263 x 10 = 2.630 horas desperdiçadas, nesta empresa, só este ano.

Tenho mesmo de me mudar, já chega de tanto desperdício!!!

terça-feira, 14 de outubro de 2008

O pior cego é o que não quer ver!!!

A empresa onde trabalho, vai mais uma vez realizar um maravilhoso, fantástico e espectacular encontro para quadros (Se começaram a notar aqui um certo tom de frustação, estão certíssimos). Este ano ao que sei é o segundo que realizam, e acho que não vão ficar por aqui.

Entretanto a selecção das pessoas que participam neste dito encontro, um evento extremamente bem organizado e caro, ninguém sabe muito bem explicar como é feita, pois segundo consta secretamente, (sim aqui já é clara a minha frustação!!! admito!!! é verdade) participam nestes encontros, os quadros da empresa, coisa lógica, afinal chama-se encontro de quadros. Mas, não me perguntem o que é ser quadro aqui, porque eu não sei explicar, juro que já tentei perceber algumas vezes, que já perguntei outras tantas, mas às duas por três acabei por desistir, tamanha era a inconsistência das respostas e das acções.

Quando soube que ia haver este encontro, fiquei mais uma vez desiludida, não só porque não fui chamada para participar, como também porque a forma como soube, dita à boca piquena, me parece feia, triste, demasiado humilhante. "Não se comenta nada sobre este tema, porque só meia duzia é que sabemos dele" e parecendo que não este domínio da informação torna as pessoas importantes, com influência, e força.

Será que é tudo uma questão de poderes?!?!?

Hoje é então o dia da partida, e a hora das despedidas é a que custa mais, custa ver os outros cochicarem sobre as horas a que tem de estar por lá, "a que horas temos de estar lá no...?" custa ver os outros rirem baixinho sobre os dados das apresentações de power point, enfim custa sentirmo-nos inferiorizados, rebaixados, diminuídos.

Depois do almoço, em conversa como o meu-mais-que-tudo, estava euzinha a lamentar-me, a contar esta históriazinha toda, tudo pelo maravilhoso gmail, quando sou surpreendida com...


    eu: olá
    mais-que-tudo: hola
    eu: tenho saudades tuas!
    … (blá, blá, blá de casal apaixonadíssimo que não interessam nada à blogoesfera) …
    mais-que-tudo: amor, não te sintas diminuída por causa disso, manda-os à m...
    eu: não me consigo sentir de outra maneira, até podem ser ideias absurdas, mas sinto que não tenho as mesmas oportunidades de brilhar. E quando uma estrela não brilha…
    mais-que-tudo: ninguém brilha porque os outros acendem a luz.
    eu: sim é verdade mas se não te dão oportunidades... não podes mostrar o que vales!
    mais-que-tudo: tu brilhas por ti mesma não precisas de um interruptor, como os teus coleguinhas. As oportunidades criam-se, não se espera que nos ofereçam.
    eu: como é que crio oportunidades aqui?
    mais-que-tudo: mas alguém te disse que tem de ser aí? Pareces um rio que corre por um leito, e que vendo um obstáculo pára. Se fores ver, ele continua, arranja outro sítio por onde escoar. Não tenhas medo do risco, porque é com ele que prenuncias os traços do teu rosto :). Estive bem agora!!! ;)
    eu: oh, obrigada mas isso leva-me a quê?!?! Por mais que me custe dizer, eu não sou um asset válido
    mais-que-tudo: tens que te tornar num asset válido para ti.
    eu: COMO?
    … (a esta altura já me estava a dar um fanico) …
    mais-que-tudo: Amor, eu não tenho a resposta, infelizmente, só tu a poderás descobrir. A única coisa que poderei fazer é acompanhar-te na busca, mas penso que o primeiro passo é ACREDITAR nas TUAS POTENCIALIDADES, no VALOR ACRESCENTADO que pretendes introduzir na TUA VIDA PROFISSIONAL.
    Tu é que as tens de descobrir para te poderes valer delas, eu sei quais são, mas tu ainda não, nem te vou dizer
    eu: não leves a mal, por favor, interiormente estou a dizer isto com tom triste, mas falar assim é fácil... no sentido prático isso não ajuda em nada!!!
    mais-que-tudo: eu há 8 anos que te ando a dizer, e tu não escutas, és super INTELIGENTE, és super CRIATIVA
    eu: oh mais-que-tudo, como eu gostava que isso fosse verdade!!!
    mais-que-tudo: METÓDICA, ORGANIZADA,
    eu: metódica e organizada sou, mas isso em termos profissionais não é valorizado,
    mais-que-tudo: tu ainda não percebeste nem percebes, dizes que escutas mas não escutas.
    eu: eu estou a ouvir, mas não consigo ver em mim isso que dizes.
    mais-que-tudo:se tivesses a ouvir não escrevias o que escreveste.
    eu: não me consigo ver assim…
    mais-que-tudo: o problema é que tu queres que os outros vejam aquilo que tu não vês.
    eu: se calhar é isso mesmo.
    … (e eis que chega o momento) …
    mais-que-tudo: Fofinha, agora vais parar de escrever e vais só ler o que eu escrevo. OK?
    eu: OK!!!
    mais-que-tudo: Pensa... como queres tu mostrar algo que não sentes ser? Como queres ser valorizada, se tu própria te atiras ao chão todos os dias? Tens que te lembrar que a vida não é para sofrer, mas sim para viver cada dia com a alegria estampada no rosto e dessas alegrias também fazem parte o trabalho, afinal é a utilidade que nós damos ao nosso dia, onde estamos, o que fazemos, como fazemos e o que podemos atingir. E muitas vezes esse circuito não é de cunhices ou amizades falsas mas é algo que nós temos que transportar para o exterior para que consigamos ter "as rédeas da nossa vida em nossas mãos". Eu, sinto que tu podes fazer isso, mesmo que aches que isso são balelas. Não são!!! Eu, no IST senti isso mais do que sorte, fortuna ou azar eu precisava de comandar o meu destino e traçar o meu caminho, tropeçando ou saltando os obstáculos, são as escolhas que eu faço que ditam o caminho a seguir e não os componentes paralelos que podem me limitar ou mesmo favorecer. Foi isso que eu percebi!!! Lembra-te que eu me queixava sempre que estudava a matéria errada e tudo o que eu sabia não saía e a partir de um momento deixei de ver as coisas assim percebi que era eu me estava a condicionar e a limitar. Percebes???? Agora podes escrever!!!
    eu: obrigada, percebo tudo o que dizes, e acho que tens razão
    mais-que-tudo: a sério?
    mais-que-tudo: sim sério, adorava ter essa tua força!!!
    mais-que-tudo: Não percebeste!!! Estou triste!!! O teu comentário denuncia-te
    eu: PERCEBI, TENHO DE SER EU A QUERER. A NÃO DEIXAR QUE NADA INFLUÊNCIE A MINHA VIDA A NÃO SER EU, MAS PARA ISSO É PRECISO FORÇA E EU NESTE MOMENTO NÃO TENHO
    mais-que-tudo: e as boas coisas que tens amor? Fecha os olhos que vais ver
    eu: claro que tenho, não trocava isso por nada, mas acho q podia ter as duas coisas, manter a vida pessoal que tenho e conquistar uma realização profissional afinal o trabalho ocupa o meu dia todo.
    eu: estás inspirado hoje
    mais-que-tudo: é o que eu penso!!!
    … (esta parte já não interesava nada à blogoesfera, mas ok, deixei ficar para acabar em graça plena)…
    eu: já te disse que te amo?
    mais-que-tudo: sim não precisas de dizer que eu VEJO!!!

...muitos factos que não queria ou não quero ver, como ideias que há muito tempo já deveria ter visto, e com a consciência plena que o pior cego é aquele que não quer ver.

Em breve estarei de licença de maternidade, e assim que esta terminar, não voltarei para aqui!!!

Essa decisão tenho tomada!!!

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Caso Casa Pia


São revoltantes e vergonhosos os bastidores deste País

Ainda falam a maioria dos Srs., que aparecem na peça do telejornal da SIC, em erro grosseiro?

Mas a malta só porque é tuga tem de ser toda burra?

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Colher de Chá aos Homens da Minha Vida

Procura-se Príncipe Encantado com as seguintes características:

  • Elegante e giro até dizer chega!
  • Com um Q.I. alto q.b.
  • Carinhoso, atencioso, dedicado, romântico e essas coisas todas (q.b. também para não enjoar!)
  • Cavalheiro o suficiente para não me deixar pagar as contas a “mielas” (qu’é isso!?)
  • Charmoso e carismático!
  • Bem-sucedido e poderoso!
  • Paciente e com bons modos!
  • Educado e culto!
  • Alegre e divertido!
  • Sem problemas de dinheiro (para pobre já basto eu)
  • Saudável e sem traumas!

Pois é queridas meninas, ao que tudo indica esta edição de homens é limitada, e dois dos pouquissímos exemplares estão ocupadíssimos um por my self e outro por mi Madre!!!


Nota: Encontrei este anúncio num desses blogues que vou entrando de vez em quanto e que depois perco o rasto. Gostava de indicar o link, aliás até fiz lá um comentário, mas infelizmente fiz copy paste do texto e não fiz do link. O autor que me perdoe, mas vi aqui uma oportunidade em dar uma colherzinha de chá ao meu mais-que-tudo e não resisti! Shame on me!

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Casamento Gay

Como se não houvesse absolutamente mais para discutir, neste momento crítico da história moderna, o partido do governo e o próprio governo, arranjaram um tempinho no meio de tanta alhada e confusão, para discutirem um projecto de lei sobre os casamentos entre homossexuais, amanhã na sessão do parlamento.

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Crise Instaurada

Apesar do governo vir dizer que assegura os depósitos dos portugueses e que não vai deixar cair nenhum grande banco da praça Portuguesa, eu estou muito receosa desta crise.

Primeiro porque este governo não tem credibilidade nenhuma, e depois mesmo que tivesse a crise é tão acentuada e está tão entranhada a nível mundial que Portugal ia a reboque das quedas das outras economias e segundo porque cada vez me lembro mais da quinta-feira negra de Outubro de 1929 e das suas consequências devastadoras.

A falta de confiança nos investidores esta presente há muito tempo, mas a que me preocupa deveras é a falta de confiança da população em geral nos bancos e numa eventual corrida aos mesmos.

Se toda a gente quiser levantar os seus depósitos, a banca não terá como os pagar!

É completamente impossível.

Será que vou ter de ir converter dinheiro em libras ou barras de ouro?

Sogras, Tias e Cunhadas...

... quero-as o mais afastadas.



É um ditado antigo, mas infelizmente para a maioria das mulheres casadas, muito presente e verdadeiro.

Eu cá não posso dizer que morra de amores pela minha, bem pelo contrário, contudo, tenho muita peninha da menina que se casar ou se ajuntar com o Cristiano Ronaldo, é que aquela mãe quando abre a boca ou entra mosca ou sai asneira.

Não há pachorra!!!

É uma metediça insuportável, sempre a chiriscar na vida sentimental, amorosa ou sexual do pobre rapaz.

Deixai-o em paz D. Dolores.

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Ao que parece

Ao que parece foram "roubadas" de um computador, de uma recepção, de uma estalagem no Alentejo umas fotos intímas, eu diria mais fotos pornográficas, mas ok, o Correio da Manhã perfere chamar de fotos intímas, eu chamo também, de Carolina Salgado com o seu ex, ou actual, ou ex ou sei lá namorado, amante não sei.

Bom, ao que parece a pessoa que eventualmente roubou essas fotos andou a divulga-las pela net, sem o consentimento dos aparecidos nas mesmas.

A PJ, que não tem nada que fazer e conta com muitos inspectores, já esta a investigar o caso, já esteve no local e até já tem suspeitos.

Enfim... mais um caso para gastar dinheirinho aqui à malta.

Que Deus Nosso Sr. me perdoe, porque estou a julgar e a fazer juizos de valor, mas quem é que deixa fotos pornográficas à mão de semear num computador de uma recepção!?!? Quem!?!

Foi impressão minha

..ou o novo programa dos Gatos, "Zé Carlos" é uma réplica do "Diz que é uma espécie de magazine"?


Não gostei...

Esperava muito mais daqueles felinos!

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Idosos Subnutridos versos Magalhães

Enquanto, temos a oitava população mais envelhecida da Europa, com 17% dos Portugueses na faixa etária dos velhinhos, velhinhos esses que se encontram subnutridos pois apenas têm reformas de 200€ depois de uma vida inteira de trabalho, o estado continua a gastar fortunas no engodo Magalhães, a bem do fraudulento choque tecnológico, e a oferecer às crianças, estes computadores criados especialmente para países do terceiro mundo.


Não se percebe a maioria dos jornalistas deste país que não informam a sociedade desta mentira deslavada.

designed by Charming Templates