8 de abril de 2010

Prémio de Mexia supostamente reduzido.

Pronto para calar a boca a esses invejosos peçonhentos, o Sr. Dr. António Mexia, não receberá este ano os 3.000.000 euros propostos, mas apenas 80% desse valor ou seja 2.400.000 euros.

No entanto o que se andam a esquecer de referir é que no terceiro ano de mandato o Sr. Dr. António Mexia, receberá 120% do prémio proposto ou seja 3.600.000 euros.

Apesar da média nacional de matemática em Portugal ser negativa, estas contas são fáceis de fazer, ora vejamos. No 1º ano, probrezinho só receberá 80% do prémio, mas no 2º ano, faz-se justiça ao seu magnifico trabalho de deixar a EDP mais do que endividada, quase falida e atribui-se os 100% do prémio, no 3º ano e como é fim de mandato receberá 120 % do prémio para nunca mais voltar. Assim no final do 3 ano recebeu na mesma os 100% do prémio proposto ou seja os 9.000.000 euros.

E pronto, calaram-se as vozes contestatárias e o Sr. Dr. António Mexia, vai contente e feliz comprar uma ilhazinha como os famosos de hollywood para gozar os seus 9.000.000 euros de prémio.

Sim prémio, porque de ordenado ele recebe 8.500 € por dia, mais num dia que muitos num ano. Ora vejamos, nada de contas complicadas, um trabalhador que ganhe 475 euros por mês, o ordenado mínimo nacional, ao fim de 14 meses amealhará 6.650 €, concluindo 8.500 > 6.650€. Assim sendo o Sr. Dr. António Mexia recebe mais 1.850€ por dia que muitos num ano.
Só para concluir este raciocino, quer fazer notar que 1.850€ a mais por dia que muitos num ano, é nada mais nada menos que quase quarto meses de trabalho de muitos. Outra continha simples 1.850 €/475€ =3.89.

Ham? Que tal? Também querem o lugar do Mexia?!?! Querem!?!?
Não percebem que não está à disposição!!! O seu nome diz tudo Mexia, já não mexe....

Ficará para sempre a "roubar" os Portugueses.

Falando em tom sério, e sem jocosidades que o caso é obsceno demais para isso, este senhor já deveria ter sido demitido, assim que entrou na EDP e se auto-aumentou 118%.

Mas não a cultura do "já me safei" esta completamente enraizada e estes bandalhos que ocupam lugares de governo, presidentes de empresas semi-publicas, institutos públicos, empresas municipais e por ai a fora, "vão se safando" ora de um lado, ora de outro, e completando ordenados imorais e sem princípios, e amaxucando e afrontando os Portugueses que acordam todos os dias bem cedo, para trabalharem no duro, sem condições, e trazerem para casa 475 miseráveis euros, e pagarem renda de casa, água, luz, gás, alimentação, escolas, e saúde, Portugueses que não podem viver, porque o dinheiro não chega para o básico, quanto mais para ir ler um livro.

Tudo isto me revolta, me dá náuseas e vómitos, toda esta imoralidade este nojo, de gente medíocre, bandalha e repugnante.

Sem comentários: