terça-feira, 30 de outubro de 2007

Edições Apoiadas

Há uns dias atrás, apareceu um novo link no blog, chama-se "Junta as tuas meias às minhas e torna os dias e as noites de Lisboa mais quentes!", este link pretende chamar a atenção para uma Campanha de Solidariedade que está a ser organizada por uma das equipes de rua da Comunidade Vida e Paz.

Esta equipe propôs-se a angariar 5.000 pares de meias até ao Natal de 2007, com a ajuda de todos os Portugueses, pedem apenas meias, quentinhas, para os sem-abrigo, a maioria deles com problemas graves de álcool e de drogas.

Infelizmente ainda existe gente que dorme sobre cartões, envoltos em jornais, tapados por cobertores, nas entradas dos prédios lisboetas, ali contam as horas para a noite passar, deitam-se no chão frio, com fome, e com a alma despedaçada, vivem nas ruas quer seja Verão quer seja Inverno, com chuva ou calor, com vento.
Vivem a indiferença de quem todos os dias passa por eles e vira a cara ou simplesmente finge não ver. Vivem sozinhos, retornando às mais primárias condições humanas, de degradação e ruína. Chegaram ao fundo do poço, envolveram-se numa bola de neve e não vêm mais luz ao fundo do túnel.
Muitos podem pensar que são gente vazia, que não quer fazer nada, que não trazem qualquer benefício à sociedade, empecilhos, estorvos, pessoas embaraçosas que cheiram mal, com cabelos imundos, e unhas por cortar. São de carne e osso, digo eu, com sentimentos, que sofrem, pessoas mal tratadas pela vida, que desistiram de lutar. São gente como nós, como todos.

As equipas de rua da Comunidade Vida e Paz, são o alento diário destes sem abrigo, não só lhes providenciam diariamente alimentos como também os tratam com humanidade e respeito, escutando-os, tentando reintegra-los na sociedade.
Esta gente, de coração grande, que todas as noites palmilha a cidade de Lisboa, ouviu um pedido: “Têm meias?”, simplesmente “Têm meias?”, pedem pouco muito pouco, meias, simplesmente um par de meias.

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Queridos Alunos Portugueses,

Esta semana foi aprovado em Portugal, com o voto único do partido do governo, o novo estatuto do aluno.

Assim, queridos alunos, podem faltar às aulas as vezes que quiserem, porque não vos acontecerá absolutamente nada.

Farão apenas uma prova de recuperação obrigatória, cuja nota não é relevante, e as faltam que derem ficam compensadas, garantido a vossa passagem para o ano seguinte mesmo que não saibam rigorosamente nada.

E mais queridos alunos, os "prof's", notem bem, os "prof's" não puderão fazer absolutamente mais nada que não seja passarem-vos!
Alias os "prof's" vão ainda de ter de preparar um plano de recuperação detalhado, para vos ajudarem nas vossas dificuldades, mesmo que estas tenham sido criadas apenas pela não presença nas aulas.

Queridos alunos, preparem-se porque é desta que o sucesso escolar em Portugal é de 100%!

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Com Juizas Assim...

Um homem, abusou de uma criança de 11 anos que sofre de uma doença mental, depois de julgado, por uma Juiza, cujo nome infelizmente não foi divulgado pela comunicação social, recebeu uma pena de 4 anos de prisão suspensa, porque segundo essa mesma Juiza os abusos apenas se verificaram uma vez, e esse criminoso era um cidadão com trabalho fixo e cumpridor.

Fico completamente abismada com este relatos, como é que é possível, em que pais vivemos?

No estado do Nevada nos EUA, qualquer pessoa que abuse de uma criança com menos de 14 anos apanha como pena mínima de prisão prepétua sem direito a pedido de liberdade condicional.

Falsa Crença e Má Gestão

Desde há alguns anos para cá, atrevo-me mesmo a dizer, desde o tempo em que o Sr. Prof. que “nunca-se-engana-e-raramente-tem-dúvidas” agora em outros cargos, era Primeiro-Ministro, que nenhum Português hesita em dizer que a economia do nosso país, atravessa um período difícil.

O Sr. Prof. que “nunca-se-engana-e-raramente-tem-dúvidas”, integrou Portugal na União Europeia, e lá conseguiu uns grandes subsídios, para tudo quanto era matéria, ora foi para vias de comunicação, ora para a agricultura, ora para a pesca, ou então para recuperação de edifícios degradados, para centros de formação… enfim… tudo o que se fizesse em Portugal há uns anitos atrás tinha direito a um chorudo subsidio da UE. Contudo, a ideia das dificuldades e atrasos do país, nunca se dissiparam por completo, durante esses anos em que recebíamos as ajudas exteriores o tema da agenda politica do partido governador e da oposição era “é-preciso-ter-coragem-para-fazer-reformas-profundas”.

É verdade que durante a governação do Sr. Eng.º “é-só-fazer-a-conta” a ideia de crise ficou uns tempinhos na gaveta, afinal de contas como o próprio dizia meio milhão de Portugueses na Páscoa de mini férias no Algarve (sim naquela altura o distrito ainda não tinha levado a promoção do L – Allgarve) não é sinal de crise.

Passados alguns anos o conceito do “Portugal-o-Desgraçadinho-da-Europa” mantém-se, os subsídios tendem a acabar, e as reformas profundas continuam por se fazer, e apesar de todo know-how tuga em desgraça e pessimismo adquirido nas governações anteriores, a governação do Sr. Eng.º “afinal-não-é-eng-mas-sim-licenciado-em-engenharia” mantêm o estilo e toca de iniciar o seu mandato com a ideia do “Portugal-não-pode-continuar-assim”.

Assim dito, assim feito, foram então adoptados dois lemas: o primeiro o “reformas simplex” e o segundo “bem prega o frei Tomás, faz o que ele diz e não o que ele faz” então, começaram a cortar os privilégios dos trabalhadores por conta de outrem, desde que não fossem do governo ou amigos dos amigos do governo, no que respeita às reformas, subsídios e pagamento de impostos.

Desta forma incutiram nas empresas que laboram em Portugal que tudo lhes era permitido, e os trabalhadores acabam por sofrer as consequências desta falsa crença e má gestão, grandes empresas Portuguesas, como a EDP, começaram assim a seguir as penosas medidas iniciadas neste governo enquadrando trabalhadores válidos em listas de disponíveis, pressionando e chantageando-os a aceitarem a ida para uma pré-reforma antecipada, com menos salário do que teriam se continuassem no activo, não cumprem a lei pois as condições que lhes oferecem não são as assinadas no acordo colectivo de trabalho, e enquanto os massacram mandam-nos para formações (por estas a empresa ainda recebe subsídios da UE) e aumentam-lhes a carga de trabalho.

Casos como estes não são esporádicos, bem pelo contrário e outras grandes companhias nacionais preparam-se para o fazerem também.

É contra esta demagogia toda que me insurjo e revolto, porque se afinal o país esta assim tão mal, que já não existem mais medidas que se possam tomar, porque já se cortaram nas regalias de carros novos todos os anos para toda a comitiva governamental, já se cortaram nos dispensáveis assessores dos assessores, e nos adjuntos dos adjuntos, porque já se acabou com a marmelada dos subsídios de apoio à habitação de todo o séquito governamental, e até já se reduziu, os ordenados luxuosos do governo e se acabou com as pensões dos altos cargos com 3 anos de serviço, mas mesmo assim o país continua sem capacidade para aguentar o pagamento das reformas e pensões, então porque se disponibilizam trabalhadores válidos, produtivos e motivados para irem para a antecipação à pré-reforma?

Se alguém me conseguir explicar fico muito grata.

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Um grande incentivo


Não posso deixar de comentar, aqui no meu editorial, "o grandioso e generoso" incentivo que o actual governo dá às famílias de forma a encorajar a natalidade. (para os mais ingéneos - estou mesmo a tentar ser irónica)

A partir das 13 semanas, as grávidas com baixos rendimentos, recebem um subsídio que as ajudará nas suas despesas de pré-mamãs.

Quer desta forma, o actual executivo, incentivar as famílias de baixos rendimentos que, já mal podem sustentar uma criança, a ter 2, 3 ou até quem sabe 4 bambinos.

É que assim, as famílias manter-se-ão no mesmo patamar social de sempre, com poucos recursos, pouca formação e sobretudo com pouco tempo para pensar nas más politicas do governo, já que concentraram as suas energias a pensarem onde gastar os 930€ do agregado familiar (400€ do ordenado do pai + 400€ do ordenado da mãe + 130€ do subsidio).

Inrreferendável


Parece que afinal, o tão publicitado, apenas durante a campanha eleitoral claro, referendo do Tratado da UE, vai ficar na gaveta.



Será como todos os pontos importantes da nossa politica, trocado por mais tustos, no bolso de alguns.



Interesses, vá-se lá fazer o quê, nem votar podemos.



O que é bom...

Estive estes dias, sossegadinha, sossegadinha, consegui trabalhar tranquilamente, sem rádios, nem pessoas idiotas...

Perguntam vocês, "mas então aquela delambida que trabalha mesmo coladinha a ti está de férias?"

Não! Foram só dois diazinhos em que a moçoila esteve fora a trabalho, graças a Deus Nosso Senhor, foram dois dias santos.

Mas, infelizmente o que é bom acaba depressa, segunda-feira já terei de aturar novamente a criatura e a RFM.

Sabem, o que mais me incomoda, é que eu até gostava da RFM, de quando em vez ouvia no carro, mas agora não suporto, já nem a guerra dos sexos, de manhã consigo ouvir. Há dias em que vou daqui tão saturada de barulho que nem no carro nem em casa sou capaz de ouvir rádio nem televisão, não sou capaz juro que não, o barulho dá-me conta do juízo, fico assim a modos que abananada.

Sei que provavelmente estão a perguntar-se porque não desligo eu a porcaria do nefasto rádio, simplesmente porque quando volto costas o ranhoso está a tocar outra vez, considero-me uma pessoa civilizada, e sei que, o que quer que possa dizer, nunca será bem aceite, porque a falta de respeito pelos outros é tão grande que no meu gabinete impera a moda do quero-posso-e-mando.

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Casa Pia

Tive a oportunidade de ler, vários excertos das entrevistas dadas pela Catalina Pestana ao Sol, e também tive a oportunidade de ler vários comentários e post's na blogosfera sobre o tema.

Fiquei convicta que este caso é muito, mas muito mais podre do que posso sequer imaginar, e temo, porque infelizmente em Portugal as coisas funcionam assim, que todos os culpados não sejam punidos, que as crianças indefesas continuem a ser abusadas, por homens sem escrupulos, por homens nojentos e sem moral.

Temo pela passividade de todos, cidadãos e jornalistas, que não remexem as àguas para ver para além do lodo e que deixem os mais fracos continuarem a sofrer.

Tenho a convicção plena que existem muitos jogos sujos e muita gente com responsabilidade metida nesta lixeira sem fundo.

Acredito que, caso todos os culpados não sejam julgados por homens, da justiça Divina não escaparam!

6# Trava-Línguas


Percebeste ou fingiste que percebeste para que os outros percebessem que tivesses percebido, percebeste?


Dizem que fazem milagres!

A marca é excelente e não faz testes com animais.
Bocas experientes dizem que são dois dos poucos cremes anti-celulíticos que resultam mesmo.

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Piadinha Idiota... mas com muita graça!

Fiquei um bocadinho perplexa, quando soube que o novo Papa, Bento XVI, não vinha a Portugal para as comemorações de Fátima. Quando o ouvi em directo na nova Igreja de Fátima a 4ª maior do mundo, ainda fiquei a perceber menos, porque o Sr. disse que queria ser tão querido para os devotos de Nossa Senhora de Fátima como foi/é o seu antecessor, o Papa João Paulo II.

Mas depois esclareceram-me: "Estão proibidos os animais no recinto de Fátima, ainda que sejam Pastores Alemães".

É Carlos Magno Aristocrata?

Carlos Magno, comentou o discurso de encerramento do congresso do PSD para a RTP N. Ao ouvi-lo fiquei com uma dúvida, será este senhor aristocrata ou é mesmo só snob com pertenções ao jet set intelectualoide português?

Comparar o povo com o correio da manhã, dizer que à jornais de primeira e segunda, tentando criar uma figura de estilo que conotasse os jornais de segunda com os apoiantes do novo líder laranja, recorrendo sempre a palavras como popular ou popularismo, falta de intelectualidade, não lhe ficou nada bem!

domingo, 14 de outubro de 2007

Congresso Laranja

Estou neste momento ligada na RTP N, a ouvir o discurso de encerramento do novo lider laranja.

Está cheio de ideias e vontade de ganhar em 2009, o seu principal objectivo é derrotar as políticas ditaturiais e desfavoreis para Portugal efectuadas pelo actual Primeiro-Ministro.

Vamos esperar para ver esses resultados, sinceramente estou mesmo com vontade que Portugal tome de vez um rumo certeiro.

3.H# Eu já vi...

... o terceiro episódio da última temporada da série "Dr. House".

O inicio das dúvidas de House relativamente ao sobrenatural, dão-se neste episódio; bem como a primeira falha de uma das suas candidatas; talvez aquela que lhe desperta mais curiosidade.


Muito divertido e brilhante como todos...


...aguardo pelo da próxima semana...


ANSIOSAMENTE

Inquérito arquivado

Parece que o Ministro da Administração Interna, já mandou arquivar o inquérito aberto aos policias envolvidos no caso "Sindicato Covilhã".

Para mim não é nenhuma novidade. Nada, que já não se estivesse à espera!

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Ainda bem que não estou sozinha!

O blog Galo Verde - http://galoverde.blogspot.com/ comenta o mesmo que eu no post anterior, com o seguinte título: "Actuação Pidesca alimentada pelo Governo"

E o post continua assim:

"PS coloca Polícia a intimidar Sindicatos

Dois Polícias à paisana fazem perguntas e levam documentos do Sindicato dos Professores da Região Centro na Covilhã. José Magalhães, Secretário de Estado das Polícias e Administração Interna, nega que o governo tenha dado ordens nesse sentido. O governo abriu desde já um inquérito para acalmar as hostes e a Polícia fecha-se em copas. Já na manifestação em Montemor-o-Novo a polícia havia intervido, encurralando, intimidando, e fazendo reconhecimentos dos manifestantes "contra".
O PS chega ao cúmulo de não acreditar nas notícias e tenta justificar esta acção como uma medida para evitar insultos a Sócrates e ao governo. O PCP está a pagar as favas, retorcendo a ideia de que se trata de descontentamento generalizado da população.
Depois da "rolha" aplicada à Comunicação Social e agora às manifestações populares, quanto mais falta para podermos falar em Ditadura Socialista ? Temos um novo Salazar, mas sem formação superior !"

Direito à Liberdade de Expressão

Durante muito tempo, os Portugueses lutaram por um direito indiscutível, o direito à liberdade de expressão, sofreram represálias e foram conotados como escumalha, escória, escuma, mas persistiram, resistiram e alcançaram esse direito, essa liberdade!

Os tempos de luta não foram fáceis, muito difíceis para os adjectivar bem, coisas bárbaras e cruéis foram feitas para tentar prolongar o não direito à liberdade, ao livre pensamento, à democracia.

Passados 30 anos da Revolução é para mim inadmissível, intolerável, inaceitável, deplorável, revoltante e repulsivo que alguém, quem quer que ele seja, impeça professores de manifestarem livremente o seu desagrado pelas políticas do governo.

É totalmente inadmissível, intolerável, inaceitável, deplorável, revoltante e repulsivo que alguém, quem quer que ele seja, dê ordens à polícia para identificar professores que manifestam livremente o seu desagrado pelas políticas do governo.

É completamente inadmissível, intolerável, inaceitável, deplorável, revoltante e repulsivo que alguém, quem quer que ele seja, dê ordens à polícia para “pedir informações sobre eventuais protestos a realizar na visita do primeiro-ministro à Covilhã, terça-feira”

Continuamos num país livre, democrático e civilizado, o tempo das ditaduras e poderes investidos por Deus já passou, e os Portugueses não se deixarão amedrontar por atitudes intimidatórias e arrogantes, de fanfarrões imprecisamente licenciados.

As autoridades imparciais, se é que neste momento ainda existe alguma, pois até a policia secreta já está sobre a autoridade directa do Primeiro-Ministro, devem actuar e pedir explicações sobre estas noticias.

Podemos estar em crise, com taxas de desemprego a bater record's mas não nos roubem a liberdade! SFF !

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

2.H# Eu já vi...

... o segundo episódio da última temporada da série "Dr. House".

Atenção rapaziada porque a Cameron está loira!

Este episódio, revelará os dez primeiros daquele grupinho inicial, que encheu, uma plateia de anfiteatro, na esperança de ser selecionado para uma das três vagas abertas para a equipe de Dr. House.

Destacam-se os "concorrentes" nº 13, 26, 39, 24 e 18.

A nº 13 é pareceu-me uma espécime de House, misteriosa e brilhante, o nº39 não tem o diploma de médico, por pouca coisa, mas não tem, o nº26 e o 18, parecem ser cheios de ética, e por fim a nº24 não é, mas podia muito bem ser uma concorrente Tuga, desleal, hipocrita, não olhando a meios para atingir os seus fins.

Mal posso esperar pelo terceiro!


Mas também...

... não devem ter sido grandes revelações, afinal o PP não apresentará nenhuma queixa no seguimento da entrevista dada ao Sol, ou então as revelações são verdadeiras e o Sr. não quer ser injusto.

Como é Possivel?

Toda a gente leu, menos eu!
Também quero saber quais as revelações da entrevista da Catalina Pestana.

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Criar Espectativas

Hoje uma dúvida assalta o meu pensamento, surgiu-me uma possível/provável oportunidade, está ainda em estágio de embrião, mas a ideia de poder passar a algo de mais concreto agrada-me, e agrada-me mesmo muito. Fico, no entanto, com uma pulginha atrás da orelha, porque a minha vontade é sonhar, sonhar e sonhar com todas as boas mudanças que essa oportunidade poderá proporcionar à minha vida, mas por outro lado acho que talvez devo policiar esta minha grande capacidade de sonhar e florear os projectos embriões, com pena de cair das nuvens e dar um valente trambolhão.

1.H# Eu já vi...

... o primeiro episódio da última temporada da série "Dr. House". Simplesmente genial, como todos os outros, alias!

Depois de ter sido abandonado pelos elementos da sua equipe House é forçado por Cutty, a sexy directora, a constituir uma nova, mas não menos brilhante, equipe.

É dessa necessidade que trata o primeiro episódio da série. E é também neste que começa a selecção "Darwiniana" de House, com uma panoplia de médicos das mais variadissimas especialidades a lutarem por um lugar na sua equipe! Mas enganham-se se pensam que são pouquitos! Uma catrefada deles!

Que vençam os melhores!
Esta serie prometo! Oh se promete!



A conversa do "isso dá muito trabalho"

O desenvolvimento económico substancial e sustentado é o prime gold de qualquer empresa, todas procuram consistência em termos de vendas, quotas de mercado, de forma a alcançarem uma rentabilidade cada vez maior.

Qualquer mercado em qualquer parte do mundo, é considerado com uma selva, os concorrentes amontoam-se e as margens tornam-se cada vez mais pequenas, dai os responsáveis de venda das empresas decidirem-se por estratégias promocionais que apesar de estreitarem as margens, os colocam à frente dos rivais.

Muitas vezes estas decisões implicam alterações de fundo, nos processos de alocação de custos implementados nas empresas, é necessário contornar o sistema e trabalhar em soluções positivas.

Cada empresa tem uma cultura definida em função da dos seus dirigentes, da sua história, e felizmente a tendência do estereótipo das empresas públicas nacionais é em muito diferente das empresas privadas nacionais, que há anos se começaram a distanciar do laxismo, e da resistência à mudança encontradas constantemente nos organismos estatais. Porém, se comparamos as empresas privadas nacionais com os grupos multinacionais em Portugal (já nem falo no estrangeiro), encontram-se diferenças abismais.

Posso dizer que já trabalhei em grandes grupos nacionais e multinacionais e a conversa do "isso não se pode fazer porque daria muito trabalho", nunca ouvi como resposta numa empresa multinacional.

De facto, até ao momento a solução encontrada para resolver o processo em questão, dá muito trabalho, aumenta a burocracia e a probabilidade de erro, contudo para mim a melhor resposta seria a de temos de estudar uma hipótese mais viável.

A tendência deveria ser para descomplicar as coisas e não para complicar, mas deixar de fazer o que quer que seja apenas porque dá muito trabalho, nunca! Até porque o que é que se faz sem trabalho?

Nem os Hospitais Escapam!

Ninguém gosta da comidinha servida nos hospitais, normalmente, queixamo-nos da falta de gosto e da falta de cor, os especialistas dizem que é comida saudável, com ela recuperar-se-à mais depressa!

Contudo, este lema deixou de ser verdade a partir do momento em que a ASAE (Autoridade de Segurança Alimentar e Económica) fechou as cozinhas do Hospital Santa Maria e Dona Estefânia, ao que parece as cozinhas dos Hospitais apresentavam algumas inconformidades.

Fica no ar saber quais eram essas inconformidades, entretanto as refeições passam a ser asseguradas por empresas de catering! Melhor comidinha? Qui çà?

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Populista

Do dicionário do Blasfémias, populista significa:

1. Fulano que agrada aos seus eleitores.
2. Outsider (Pessoa que não pertence ao grupo de amigos de X).
3. Fulano que promete 150 mil empregos.
4. Pessoa que exibe o neto na televisão.
5. Candidato que mergulha no Tejo.
6. Candidato que promete que não vai aumentar os impostos.
7. Político que não é de Lisboa.
8. Político de Lisboa que gosta de futebol.
9. Pessoa que oferece frigoríficos em vez de computadores e telemóveis.
10. Pessoa que compra os seus eleitores com fundos de campanha em vez de os comprar com o orçamento de estado.
11. Autarca (excepto Rui Rio).
12. Político que governa para os bairros sociais (excepto Rui Rio).
13. Pessoa sem o direito divino a governar.
14. Indivíduo que não pertence à Maçonaria nem à Opus.
15. Pessoa sem relações com o eixo Lisboa-Cascais.
16. Pessoa que não andou no Liceu Pedro Nunes.
17. Pessoa fora do círculo de amigos de Paula Teixeira da Cruz.
18. Político sem "caras conhecidas" na sede de campanha.

Prioridades

Algumas crianças de Nelas, estão a ter aulas no CineTeatro da cidade, e fazem os seus recreios no meio da rua; parece que não existem salas de aulas suficientes na escola local.

Os nossos governos começam a construir as casas pelos telhados, oferecem computadores antes de fazerem salas!

Prioridades.
designed by Charming Templates